Congresso Divulga Depoimento de Desculpas de Mark Zuckerberg

Thumb Congresso Divulga Depoimento de Desculpas de Mark Zuckerberg

Congresso Divulga Depoimento de Desculpas de Mark Zuckerberg

Desculpas de Mark Zuckerberg. Toda a polêmica envolvendo o Facebook e a exposição de informações sobre seus usuários parece crescer a cada dia mais.

Após a rede social sofrer vários boicotes, seu CEO, Mark Zuckerberg, passará essa semana por alguns depoimentos sobre o caso.

Na terça-feira (10), ele terá uma reunião com o Comitê Judiciário do Senado, e na quarta-feira (11) seu depoimento será dado ao Comitê de Energia e Comércio, onde estarão alguns membros do Congresso americano.

Um desafio

O Congresso já conta com um número de propostas e ideias para fechar de vez a plataforma, principalmente depois de todo esse escândalo,

e por isso não será uma tarefa fácil para Mark provar que honrará a promessa feita há alguns anos quando a rede social foi criada.

Para isso, o empresário já vem se preparando com um discurso pronto.

Em um documento de sete páginas ele irá falar um pouco sobre todo o caso e principalmente, pedir desculpas pelo acontecido.

Esse documento já pode ser lido na íntegra e nele Mark afirma que o Facebook “foi muito devagar para identificar e responder a interferência Rússia” durante a eleição de 2016.

Responsabilidades

Ele começa o depoimento dizendo que “Nós enfrentamos um grande número de problemas sérios em relação a privacidade, segurança e democracia,

Desculpas de Mark Zuckerberg

e vocês terão, como é de direito, algumas perguntas difíceis para que eu responda.

O Facebook é uma empresa idealista e otimista.

Durante grande parte da nossa existência nós focamos em tudo de bom que pode existir em manter as pessoas sempre conectadas.

Enquanto o Facebook cresceu, as pessoas em todo lugar tinham uma ferramenta nova e poderosa para se manter conectados com as pessoas que mais amam,

fazer com que suas vozes fossem ouvidas, e construir comunidades e negócios.”

Ainda na introdução, Mark assume sua responsabilidade e pede desculpas pelo ocorrido “

Agora está claro que não fizemos o suficiente para evitar que essas ferramentas sejam usadas de forma perigosa.

Isso vale para notícias falsas, interferência estrangeira em eleições e discursos de ódio, bem como desenvolvedores e privacidade de dados.

Não tivemos uma visão ampla da nossa responsabilidade, e isso foi um grande erro.

Foi meu erro e sinto muito.

Eu comecei o Facebook, levantei-o e sou responsável pelo que acontece aqui”.

Gostou então compartilhe nas Redes Sociais

Tecnologia Global Oficial

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: